O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), afirmou, em entrevista à TV Bahia na manhã desta quarta-feira (8), que é fundamental que as Prefeituras do interior do estado realizem um trabalho mais intenso na contenção do novo coronavírus para que a taxa de ocupação dos leitos em Salvador diminua.
“No início da pandemia, o número de pessoas que moram em Salvador e que ocupam leitos de UTI chegou a mais de 90%. Agora, esse número é inferior a 60%. Ou seja, cada vez mais os leitos da capital estão sendo ocupados por pessoas do interior”, revelou o democrata.
“Nós aqui jamais fizemos qualquer discriminação com quem é do interior ou da capital. Nós aceitamos e entendemos que temos que receber todo mundo. O sistema é um só e a vida do interior importa tanto quanto a vida da capital”, ressaltou Neto.
Ontem, em coletiva conjunta com o governador Rui Costa (PT), o prefeito de Salvador anunciou que shoppings, lojas de rua, templos religiosos e serviços de drive in retomarão as atividades na primeira fase da reabertura comercial.
No entanto, esta etapa apenas será iniciada assim que a taxa de ocupação dos leitos de UTI na capital estiver igual ou abaixo de 75% por cinco dias consecutivos. Hoje, a cidade está com 79,5%.
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário