As ações da Operação Cartão Vermelho, que tinham entre os alvos o senador Jaques Wagner (PT-BA), foram anuladas. Isso porque o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) decidiu que a investigação sobre a obra da Arena Fonte Nova não compete à Justiça Federal, onde tramitava o caso.
Depois de debaterem sobre o tema, os desembargadores constataram que os valores utilizados na reforma do estádio foram do estado da Bahia, e não da União. Sendo assim, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal teriam competência para tocar o inquérito.
Em 2018, a Polícia Federal indicou que Wagner teria ganhado R$ 82 milhões das empreiteiras OAS e Odebrecht, graças ao superfaturamento do contrato de reconstrução e gestão do estádio.
BNews
COMPARTILHE

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Desenbahia
BAN-728-X90-PX-mulher